Fiação para iniciantes

Ontem a gente contou mais uma novidade: agora é possível comprar fuso e fibras na loja virtual Da Fazenda.

>> Conheça o fuso Da Fazenda

Se você nunca teve contato com a técnica, talvez fique com medo de não conseguir fiar. Pensando nisso, Clara Beauty fez um vídeo super básico especialmente para nós, para demonstrar como se usa um fuso (do tipo drop spindle).

Xale Marinid

Criação:  Iris Alessi

>> Gostou? Favorite essa receita no Ravelry.

Xale Marinid

Material

Fio: 2 meadas de Merino Sock Da Fazenda  (100% lã merino – 100gr/380m. Para esse xale foi usada aproximadamente 1 meada e meia – 600m)

Agulha: 4,5mm

Acessórios: marcadores de pontos (aproximadamente 35)

Tamanho

162 cm parte superior X 50 cm de altura X 222 cm do arco do barrado

Amostra

18 pontos x 28 carreiras em ponto jérsei tecido plano blocado

Abreviações

Meia – m

Tricô – t

Mate simples – ms

Dois Pontos Juntos em meia – 2pjm

Dois Pontos Juntos em tricô – 2pjt

Mate Duplo – MD

Laçada – laç

Legenda

chave

Observações

O ideal é fazer a montagem dos pontos com uma agulha 0.5 ou até 1.0 mm maiores para que os pontos da primeira carreira não fiquem repuxados.

Execução
Monte 362 pontos e trabalhe os gráficos 01 e 02 uma vez cada um.

Gráfico 01

clique para ampliar
clique para ampliar

Gráfico 02

clique para ampliar
clique para ampliarGráfico 02

1ª carr.: ms, 178m e volte (v)

2ª carr.: 13 t e v

3ª carr.: 12 m, mate simples (ms), 3 m e v

4ª carr.: 15 t, 2 pontos juntos em tricô (2pjt), 3t, e v

5ª carr.: 18 m, ms, 3m e v

6ª carr.: 21 t, 2pjt, 3 t, e v

7ª carr.: 24 m, ms, 3 m e v

8ª carr.: 27 t, 2pjt, 3 t, e v

9ª carr.: 30 m, ms, 3 m e v

10ª carr.: 33 t, 2pjt, 3 t, e v

11ª carr.: 36 m, ms, 3 m e v

12ª carr.: 39 t, 2pjt, 3 t, e v

13ª carr.: 42 m, ms, 3 m e v

14ª carr.: 45 t, 2pjt, 3 t, e v

15ª carr.: 48 m, ms, 3 m e v

16ª carr.: 51 t, 2pjt, 3 t, e v

17ª carr.: 54 m, ms, 3 m e v

18ª carr.: 57 t, 2pjt, 3 t, e v

19ª carr.: 60 m, ms, 3 m e v

20ª carr.: 63 t, 2pjt, 3 t, e v

21ª carr.: 66 m, ms, 3 m e v

22ª carr.: 69 t, 2pjt, 3 t, e v

23ª carr.: 72 m, ms, 3 m e v

24ª carr.: 75 t, 2pjt, 3 t, e v

25ª carr.: 78 m, ms, 3 m e v

26ª carr.: 81 t, 2pjt, 3 t, e v

27ª carr.: 84 m, ms, 3 m e v

28ª carr.: 87 t, 2pjt, 3 t, e v

29ª carr.: 90 m, ms, 3 m e v

30ª carr.: 93 t, 2pjt, 3 t, e v

31ª carr.: 96 m, ms, 3 m e v

32ª carr.: 99 t, 2pjt, 3 t, e v

33ª carr.: 102 m, ms, 3 m e v

34ª carr.: 105 t, 2pjt, 3 t, e v

35ª carr.: 108 m, ms, 3m e v

36ª carr.: 111 t, 2pjt, 3t, e v

37ª carr.: 114 m, ms, 3m e v

38ª carr.: 117 t, 2pjt, 3t, e v

39ª carr.: 120 m, ms, 3m e v

40ª carr.: 123 t, 2pjt, 3t, e v

41ª carr.: 126 m, ms, 3m e v

42ª carr.: 129 t, 2pjt, 3t, e v

43ª carr.: 132 m, ms, 3m e v

44ª carr.: 135 t, 2pjt, 3t, e v

45ª carr.: 138 m, ms, 3m e v

46ª carr.: 141 t, 2pjt, 3t, e v

47ª carr.: 144 m, ms, 3m e v

48ª carr.: 147 t, 2pjt, 3t, e v 

49ª carr.: 150 m, ms, 3m e v

50ª carr.: 153 t, 2pjt, 3t, e v

51ª carr.: 156 m, ms, 3m e v

52ª carr.: 159 t, 2pjt, 3t, e v

53ª carr.: 162 m, ms, 3m e v

54ª carr.: 165 t, 2pjt, 3t, e v

55ª carr.: 168 m, ms, 3m e v

56ª carr.: 171 t, 2pjt, 3t, e v

57ª carr.: 174 m, ms, 3m e v

58ª carr.: 177 t, 2pjt, 3t, e v

59ª carr.: 180 m, ms, 3m e v

60ª carr.: 183 t, 2pjt, 3t, e v

61ª carr.: 186 m, ms, 3m e v

62ª carr.: 189 t, 2pjt, 3t, e v 

63ª carr.: 192 m, ms, 3m e v

64ª carr.: 195 t, 2pjt, 3t, e v

65ª carr.: 198 m, ms, 3m e v 

66ª carr.: 201 t, 2pjt, 3t, e v

67ª carr.: 204 m, ms, 3m e v 

68ª carr.: 207 t, 2pjt, 3t, e v

69ª carr.: 210 m, ms, 3m e v

70ª carr.: 213 t, 2pjt, 3t, e v

71ª carr.: 216 m, ms, 3m e v

72ª carr.: 219 t, 2pjt, 3t, e v

73ª carr.: 222 m, ms, 3m e v

74ª carr.: 225 t, 2pjt, 3t, e v

75ª carr.: 228 m, ms, 3m e v

76ª carr.: 231 t, 2pjt, 3t, e v

77ª carr.: 234 m, ms, 3m e v

78ª carr.: 237 t, 2pjt, 3t, e v

79ª carr.: 240 m, ms, 3m e v 

80ª carr.: 243 t, 2pjt, 3t e v

81ª carr.: 246 m, ms, 3m e v

82ª carr.: 249 t, 2pjt, 3t, e v

83ª carr.: 252 m, ms, meia até o final

84ª carr.: 257 t, 2pjt, tricô até o final

Arremate frouxamente.

 

Finalização

Bloque dando bastante destaque ao lace do barrado.

Xale Marinid – detalhe

Xale Marinid - detalheXale Marinid - detalhe

Passo-a-passo: aprenda a tingir fios

Personalizar fios de lã com as suas cores preferidas é mais fácil do você imagina.

Material
1 meada de 100gr da Lã para Tingimento Da Fazenda

Você encontra meadas para tingimento aqui!

Corante Vivacor nas suas cores preferidas
Colher de sopa
Panela
Bacia

Importante: esse corante, da marca Guarany, é específico para tingir certos materiais, entre eles, a lã. Se o fio que você está utilizando contiver outro “ingrediente”- como nylon, algodão, acrílico, etc – talvez o resultado não seja tão bom quanto o que você espera. Leia sempre o rótulo do corante que você comprou para verificar se ele serve para o fio que você tem.

Execução

1) Retire o rótulo de papel da Meada de lã para tingimento Da Fazenda e coloque a meada de molho em uma bacia com água fria suficiente para cobri-la, cuidando para que fique encharcada.

2) Use 2 litros de água para cada 100g de lã a ser tingida (pode-se usar uma garrafa PET de refrigerante vazia e limpa como medida).

3) Em uma panela coloque para ferver um copo da água medida e dissolva 8g (uma colher de sopa rasa) de corante Vivacor para cada 100g de lã.

4) Depois de bem dissolvido o corante, acrescente o restante da água medida e misture bem, mantendo a panela com a tintura no fogo.

5) Segurando por um dos barbantes de amarração, retire a meada de lã da bacia, dobre ao meio e torça levemente para retirar o excesso de água. A lã deve permanecer bem úmida para evitar manchas e choque térmico ao ser colocada na tintura.

6) Coloque a meada cuidadosamente na panela e com o auxílio de uma colher faça com que seja totalmente coberta e encharcada pela tintura.

7) Cozinhe em fogo alto até o ponto de fervura e depois por mais 5 minutos, mexendo a lã algumas vezes de forma suave e sem movimentos bruscos, que nesta etapa podem fazer com que a lã feltre e os fios fiquem grudados.

8) Após o cozimento, desligue o fogo e deixe esfriar naturalmente. Após esfriar um pouco
despeje o conteúdo da panela em uma pia ou tanque para que a sobra da tintura escorra.

9) Deixe a lã perder a temperatura naturalmente para somente então enxaguar em água
corrente até sair todo o excesso de tinta. Não coloque a lã quente sob água fria, pois o choque térmico também causará feltragem das fibras e endurecimento do fio;

10) Após enxaguar, torça levemente ou utilize uma centrífuga de roupas para retirar o excesso de água e facilitar a secagem. Se desejar, pode deixar alguns minutos de molho com amaciante de roupas. Seque à sombra.

A seguir, o processo inteirinho descrito em fotos: