Da Fazenda para a Suécia

Ovelhas da raça brasileira Crioula

Desde o começo deste ano, os fios Da Fazenda passaram a ser exportados para a Suécia. Tudo começou quando uma cidadã sueca, em passagem pelo Brasil, conheceu e levou na mala os fios produzidos pela Fazenda e lá os apresentou à distribuidora Textilhuset Swelogent. Depois de alguns contatos, lá se foram alguns (muitos!) novelos se aventurar na terra do Abba.

O que chamou atenção da empresa foram os fios naturalmente coloridos, nas cores branca, marrom e crioula. Não foi por acaso: esses fios têm um apelo ecológico importante, pois além da preservação genética dos animais naturalmente coloridos (os ovinos tem sido selecionados por séculos para somente produzir lã branca, mais apropriada para o tingimento industrial), consegue-se obter até 16 cores/tons diferentes de lã sem a utilização de qualquer processo de tingimento e, portanto sem a geração, de qualquer resíduo. A aceitação foi tão boa que um novo pedido, 20 vezes maior, já foi está sendo negociado.

Ovelhas da raça Texel: mamãe orgulhosa dos seus bebês.

Além do evidente impacto ecológico, o fato de uma empresa européia se interessar por um produto 100% brasileiro inverte a lógica de exportar lã bruta e importar produtos com valor agregado dos países mais desenvolvidos. Agora são os nossos produtos que são objetos do desejo lá fora. Além disso, passamos aos poucos a ser reconhecidos como produtores de fios de lã de qualidade, artesanalmente e ecologicamente processados, um caminho que o Uruguai e a Argentina já iniciaram há tempos.

Capa para Ipad

Já está pensando nos presentes para o Natal? Com uma meada apenas você pode fazer uma capa para Ipad super rápida e que agrada todo mundo.

Criação: Clara Beauty

>> Favorite esta receita no Ravelry

Clique na imagem para ampliar.

Material

1 meada do fio Corriedale Bulky Da Fazenda (95m/100g)

Clique aqui para comprar

Agulha circular ou de duas pontas 5,5mm

Agulha de tapeçaria para acabamentos

1 marcador

4 botões

Tamanho 

17cm x 26cm

Amostra (sem blocar)

duas repetições do ponto = 7cm

Nota

Esse estojo é tecido de maneira circular desde o começo, ou seja, sempre pelo direito, sem virar o trabalho.

* Embora a peça tenha dimensões menores que a de um Ipad, o fio empregado tem uma boa elasticidade, o que permitiu que a capa ficasse ajustada como uma meia.

* Se você optar por fazer um forro de tecido (feltro ou algodão), faça-o de acordo com as medidas do aparelho, visto que esses tecidos não possuem elasticidade.

* Como o fio empregado possue apenas um cabo (single ply), não se recomenda blocar a peça.

Legenda

M= meia

T = tricô

CFAT = com o fio atrás do trabalho

x4 = repetir as orientações dentro dos parênteses 4 vezes

Execução

Com a montagem mágica, coloque 50 pontos nas agulhas, sendo 25 em cada uma. Se você estiver usando agulha circular, coloque um marcador apontando o início do círculo.

As orientações a seguir devem ser repetidas nas duas agulhas ou antes e depois do marcador, conforme o método escolhido.

Já na primeira carreira, comece fazendo:

Carr 1.: 2m, (1m, 4t) x4, 3m. (Repita a mesma coisa nos 25 pontos seguintes).

Carr 2, 3 e 4.: 2m, (cfat, passe 1pt sem fazer, 4t) x 4, cfat, passe 1pt sem fazer, 2m. (Repita a mesma coisa nos 25 pontos seguintes).

Repita as carreiras 1 a 4 mais 12 vezes para um estojo como o da foto.

A seguir, faça duas vezes:

3m, (4t, 1m) x4, 2m.

Finalização

Na última carreira, é hora de fazer um Icord.

No início do circulo, monte mais 2 pontos na agulha esquerda. (Total 52 pontos).

{*Faça 2m, 2pjm.

Devolva os três pontos que você acabou de fazer para a agulha esquerda.*

Repita a operação 5 vezes.

Na sexta vez, é hora de fazer a casa do botão, da seguinte maneira:

*Faça em meia os 3 pontos do Icord. (ATENÇÃO: desta vez, não pegue 2pjm no final.)

Devolva os 3 pontos para a agulha esquerda.*

Repita a operação 7 vezes.

Na oitava vez, faça 2m, 2pjm levantando um ponto na base da casa do botão. Perceba que ficou um arco.

Repita as instruções dentro das { } 4 vezes. Você terá 4 casas de botão.

Terminada as casas, faça apenas a parte marcada em negrito até o fim dos pontos. Ao chegar ao final, arremate os três pontos e esconda os fios com a agulha de tapeçaria.

Para quem curte detalhes: botões fofos, que podem ser substituidos por outros mais sóbrios na hora de presentear um homem.

Lã para… dormir

Utilização de lã na fabricação de roupa de cama favorece o bem-estar e saúde dos usuários. Quem afirma isso é o Australian Wool Innovation (AWI) no Congresso Mundial da Federação Internacional para Economias Domésticas (IFHE, sigla em inglês) na semana passada em Melbourne, Austrália.

>> Para ler a matéria completa, clique aqui.

“A ciência está mostrando que além de ser uma fibra natural, renovável e biodegradável, roupas de cama e de dormir de lã parecem promover uma melhor noite de sono e podem ajudar pessoas que sofrem com alguns tipos particulares de condições da pele”, afirmou o gerente de inteligência de mercado do AWI, Paul Swan.

A pesquisa, financiada pelo AWI, foi realizada pelo Instituto de Dermatologia de Queensland.

“Em condições de calor (29º Celsius), vestir roupas de dormir de lã levou participantes de um estudo a dormir significantemente mais tempo, refletindo um início mais rápido do sono e acordando com menos frequência. Em condições de frio (17ºC) e neutras (22ºC), a combinação de roupas de dormir e de cama de lã levaram os participantes a ter um sono mais eficiente comparado quando testados usando roupas de cama e de dormir de outros tecidos”, diz Swan.

Até o mito da alergia da lã foi abordado pelo estudo, que mostrou que o uso de roupas de lã fina Merino ajuda pessoas que sofrem com condições de dermatite. “A lã Merino tem propriedades de controle da umidade e da temperatura e ajuda naturalmente na regulação da temperatura corpórea”, disse Swan.

Fios made in Brazil

Passeando pela internet, achamos um post muito legal sobre a gente no blog da artesã Jane Rotta, que mora em Pouso Alegre (MG).

Ficamos felizes, claro, com a comparação com marcas internacionais consagradas, como a americana Madeline Tosh e a uruguaia Malabrigo. Quando desenvolvemos nossos produtos focamos em qualidade, desde o material até o fim do processo de fiação, pensando em oferecer o melhor para artesãs brasileiras.

Estamos curiosos para ver o que vai sair das agulhas da Jane 🙂

Cores de inverno

No ano passado, a tricoteira Patrícia Arruda, que mora em Brasília, comprou 20 novelinhos Da Fazenda de todas as cores e fez esta colcha. A técnica empregada é o entrelac.

Neste inverno, ela deve estar bem feliz, quentinha em casa….

Quem disse que inverno precisa ser cinza?

Gola Terra

Uma gola, que também pode ser usada como cachecol: uma opção versátil para o seu inverno.

Criação: Clara Quintela

>> A receita no Ravelry

Material

Fio – 2 meadas do fio Merino Worsted Da Fazenda (190m/100g) clique aqui para comprar este fio 

Agulha– 5,5mm

Acessórios – agulha de trança; 3 botões (aprox. 4cm de diâmetro); agulha de tapeçaria para finalizar.

Amostra

16pts x 24 carr = 10cm x 10cm

Tamanho final

18cm x 130cm

Nota

  • Esta peça pode ser usada de duas maneiras: como cachecol ou como gola, bastando, para isso, apenas abotoá-la. Querendo, também é possível fazê-la mais curta, apenas na versão gola. Para isso, repita a receita da trança apenas 5 vezes ou cerca de 60cm.
  • Ao longo da peça, em ambos os lados, há um i-cord (também conhecido como rabo de gato) para que a peça não enrole. As instruções de como fazer isso estão inclusas na receita. Basta você seguir exatamente como está escrito.
  • Para um melhor acabamento, bloque ao terminá-la, isto é, umedeça a sua peça e deixe-a secar esticada em alguma superfície plana.

Abreviações

m = meia

t = tricô

cfft = com o fio na frente do trabalho

cfat = com o fio atrás do trabalho

F3/2 = passar 3pts para a agulha auxiliar na frente do trabalho; faz 2t; tricotar em meia os 3 pontos da agulha auxiliar.

A2/3 = passar 2pts para a agulha auxiliar atrás do trabalho; faz 3m; tricotar em tricô os 2 pontos da agulha auxiliar.

3/3F = passar 3pts para a agulha auxiliar na frente do trabalho; tricotar 3m; tricotar em meia os 3 os pontos da agulha auxiliar.

3/3A = passar 3pts para a agulha auxiliar atrás do trabalho; tricotar 3m; tricotar em meia os 3 pontos da agulha auxiliar.

x 3, x 2 = multiplicar a ação que veio antes pelo número indicado

Montagem para as casas dos botões

A montagem inicial da peça pode ser feita da maneira que você quiser, desde que não seja uma montagem muito elástica.

Para a montagem pedida nas instruções da casa dos botões, eu indico esta:

com dois pontos na agulha esquerda, insira a ponta da agulha direita entre eles. Lace o fio (que deverá estar atrás do trabalho), passando-o por entre os dois pontos, e coloque-o na agulha. Na frente do segundo ponto. Total 3 pontos.

Novamente, insira a agulha direita entre os dois últimos pontos, lace o fio, passe-o por entre os pontos e acrescente-o na agulha. Total 4 pontos.

Repita a operação quantas vezes forem necessárias, até obter o número de pontos que você deseja.

A vantagem dessa montagem é que ela é bem rígida e não esgarçará com facilidade.

Execução

Monte 46 pontos.

1ª carr: (direito): 3 t, o resto em meia, passa os 3 últimos sem fazer com o fio por trás.

2ª carr: (avesso): tudo em meia, passa os 3 últimos sem fazer com o fio pela frente.

Repita essas duas carreiras 4x cada. Total 8 carreiras de cordões de tricô com icord anexado.

Casa de botões

Na carreira 9, faça as casas para os botões da seguinte forma:

3t,3m, {passe o fio para frente do trabalho, passe um ponto sem fazer da agulha da esquerda para a da direita, passe o fio para trás do trabalho, passe um segundo ponto sem fazer da agulha da esquerda para a da direita. Passe o primeiro ponto que você passou sem fazer por cima do segundo (1 arremate). *Passe um ponto sem fazer da agulha da esquerda para a da direita e passe o ponto, aquele mesmo que você acabou de arrematar, por cima desse* (2 arremates). Repita os arremates a partir de * mais três vezes. Total: 5 pontos arrematados.

Passe o último ponto arrematado para a agulha da esquerda. Vire o trabalho (isso significa que você trocará as agulhas de mão) e coloque 6 pontos na agulha que agora está na sua mão esquerda. Vire novamente o trabalho. Passe um ponto, aquele que você arrematou por último, da agulha da esquerda para a da direita. Passe o 6o. ponto que você acabou de fazer por cima do ponto arrematado. Faça os próximos 8 pontos em meia.}

Repita mais duas vezes tudo que está entre as { } e termine a carreira tricotando 3m, cfat passe 3 pontos sem fazer em t.Faça mais 7 carreiras como descritas no começo, começando da carreira 2 (avesso). Total 16 carreiras do começo até aqui.

E agora vamos começar a fazer a trança.

Trança

Carr 1, 3, 5, 7 e 9 (lado direito).: 8t, (3m, 2t) x2, 3m, 4t, 3m, (2t, 3m) x2, 5t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 2, 4, 6, 8 e 10: 8 m, (3t, 2m) x2, 3t, 4m, 3t (2m, 3t) x2, 5m, cfft passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 11: 8t, F3/2 x3, A2/3 x3, 5t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 12: 8m, (2m 3t) x2, 2m, 6t, 2m, (3t, 2m) x2, 5m, cfft passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 13: 10t, F3/2 x2, 3/3A, A2/3 x2, 7t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 14: 12m, 3t, 2m, 12t, 2m, 3t, 9m, cfft passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 15: 12t, F3/2, (3/3F) x2, A2/3, 9t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 16: 14m,18t, 11m, cfft passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 17: 14t, (3/3A) x 3, 11t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 18: igual à carreira 16.

Carr 19: 12t, A2/3, (3/3F) x2, F3/2, 9t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 20: igual à carreira 14.

Carr 21.: 10t, A2/3 x2, 3/3A, F3/2 x2, 7t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr 22.: igual à carreira 12.

Carr 23.: 8t, A2/3 x3, F3/2 x3, 5t, cfat passe os 3 últimos pontos sem fazer em tricô.

Carr.: 24.: igual à carreira 2.

Para a gola igual a da foto, repetir essas 24 carreiras 13 vezes.

Após a última repetição, faça as carreiras de 1 a 10 somente.

Para terminar, repita as carreiras 1 e 2 do começo (a de cordões de tricô com icord anexado) por mais 8 vezes cada – total 16 carreiras.

Arremate.

Finalização

Bloque para que a o desenho fique mais definido, e sua gola, mais bonita.

Pregue os botões na lateral, na extremidade oposta às casas.

Mais fotos